Citação - SABEDORIA,

Distorção da realidade

Um aspecto que caracteriza todas as emoções destrutivas é a tendência de distorcer nossa percepção da realidade. Elas estreitam nossa perspectiva de modo que não conseguimos ver determinada situação em seu contexto mais amplo. Por exemplo, quando estamos sentindo um tipo extremo de apego — como desejo intenso, luxúria ou cobiça — frequentemente estamos projetando […]

0
Shares
20150629-EI2B3354-292-2

Um aspecto que caracteriza todas as emoções destrutivas é a tendência de distorcer nossa percepção da realidade. Elas estreitam nossa perspectiva de modo que não conseguimos ver determinada situação em seu contexto mais amplo.

Por exemplo, quando estamos sentindo um tipo extremo de apego — como desejo intenso, luxúria ou cobiça — frequentemente estamos projetando um nível de atraência no objeto que desejamos muito maior do que ele realmente tem. Ficamos cegos até mesmo para defeitos bem óbvios, e em nosso apego obsessivo criamos um tipo de insegurança em nós mesmos, um sentimento de que precisamos obter nosso objeto de desejo e de que somos incompletos sem ele.

Apego excessivo também tende a envolver um desejo de controle, que pode ser muito sufocante quando o objeto desse desejo é outra pessoa. Por isso, o apego extremo é por natureza muito instável. Em um momento, podemos sentir grande afeição por alguma coisa ou alguém, mas quando — por exemplo — nosso desejo de controle é frustrado, esse sentimento pode facilmente virar ressentimento ou ódio.

Dalai Lama no livro “Além de Religião”

Comentários no Facebook
Escrito por
Sua Santidade o Dalai Lama

Tenzin Gyatso é o 14.º e atual Dalai Lama, líder espiritual do budismo tibetano. Tenzin Gyatso é monge e doutor em filosofia budista, recebeu o Nobel da Paz e foi agraciado com mais de 100 títulos honoris causa.

Ocultar Comentários