Video - ATENÇÃO, CIÊNCIA, Compaixão, EQUILÍBRIO EMOCIONAL, MEDITAÇÃO, MOTIVAÇÃO, SOCIEDADE,

A neurociência da Compaixão

Neste vídeo, a psicóloga alemã Tania Singer apresenta o ReSource project, um estudo de larga escala sobre diversos tipos de meditação que envolveu quase 300 participantes, todos sem experiências anteriores.

7
Shares

Pode o treino do nosso cérebro ajudar a tornar o mundo um lugar melhor? Tania Singer do Max Planck Institute for Human Cognitive and Brain Sciences diz que sim. Ela é uma neurocientista social e psicóloga que afirma que a plasticidade do cérebro significa que ele pode ser treinado para tornar-nos menos egoístas e mais compassivos. Neste vídeo para o Fórum Económico Mundial, Singer mostra como a nossa tomada de decisão é impulsionado por um conjunto de motivações psicológicas – do poder ao medo – que podem ser alteradas para nos ajudar a tomar decisões melhores para a sociedade e para a nossa saúde. A sua pesquisa também influenciou o desenvolvimento de um novo modelo de “economia da bondade” que espera ser trabalhada no sentido da sustentabilidade e da cooperação global.

Apenas repetir e viver a vida não nos torna mais compassivos. Meditar com foco na respiração também não. As práticas de compaixão, sim, nos tornam mais compassivos.

Singer nos apresenta o ReSource Project, um estudo de larga escala sobre diversos tipos de meditação que envolveu quase 300 participantes, todos sem experiências anteriores. Como ela informa, os resultados indicam que estes “treinos mentais” não só são capazes de mudar as redes cerebrais subjacentes a funções como atenção, compaixão e como regulamos nossas emoções, mas também melhorar a saúde e o bem-estar subjetivo e reduzir o estresse.

Ela ainda apresenta os resultados específicos do treino em compaixão, que sugerem que tal treinamento pode mudar preferências egoístas para mais altruístas e pro-sociais. Confira acima e ative as legendas em português.

Escrito por
Tania Singer

Tania Singer é diretora do Departamento de Neurociência Social do Max Planck Institute for Human Cognitive and Brain Sciences em Leipzig. É reconhecida como uma especialista mundial em empatia.

Ocultar Comentários