Artigo - Compaixão, EQUILÍBRIO EMOCIONAL, MEDITAÇÃO, MOTIVAÇÃO, QUOTIDIANO,

Por que o amor-bondade requer tempo: Sharon Salzberg

Apenas depois de praticar muito é que começamos a perceber o hábito desenvolver-se: quer dizer, permitirmo-nos ser livres de vez em quando.

0
Shares
salzberg-lovingkindness-2018

Este artigo foi escrito baseado na palestra de Sharon Salzberg, co-fundadora da Insight Meditation Society, e oferece uma “Meditação Guiada Para O Amor-Bondade” – Enviando amor-bondade para pessoas com as quais nos sentimos indiferentes, mas também para as quais cultivamos sentimentos difíceis. 

O Caminho Para O Amor-Bondade: Escolhendo As Frases

O amor-bondade deve ser idealmente praticado da forma mais fácil possível, para que a experiência floresça mais gentilmente, mais naturalmente. Fazer isso  da forma mais fácil possível significa, primeiramente, utilizar frases que têm um significado pessoal. É ensinado que as frases tradicionais, ao menos nessa tradução clássica, começam com você mesmo:

Que eu esteja livre do perigo, que eu saiba o que é ter segurança.Perigo, nesse sentido, significa tanto o perigo interior advindo da força de certos estados mentais, quanto o perigo externo. Então, Que eu esteja livre do perigo. Que eu tenha felicidade mental. Que eu tenha felicidade física. Que o bem-estar me venha com facilidade – o que significa que eu não enfrente uma guerra todos os dias, com meu sustento, com questões familiares.

Que eu esteja livre do perigo. Que eu tenha felicidade mental, mas, na verdade, você deve usar quaisquer frases que sejam poderosas para você. Elas precisam ter substância não apenas de maneira temporária – Que eu passe dessa fase com facilidade – mas algo profundo que você desejaria para você e para os outros. Os pensamentos são muito importantes para se praticar o amor-bondade – não para esforçar-se para atingir um certo sentimento. Deixe que sua mente descanse nas frases. Você pode percebê-las tanto na sua respiração quanto nelas mesmas – o foco de atenção será nas frases. Deixe que sua mente repouse dentro delas. Os sentimentos vêm e vão.

Às vezes você se sentirá radiante e vai ser incrível.

Às vezes, muitas vezes, não será nada fora do comum, pode parecer muito seco ou muito mecânico – mas isso não importa. Não importa que não está acontecendo nada ou que não está funcionando. O importante é fazer, é formar essa intenção em nossa mente porque estamos unindo o poder do amor-bondade com o poder da intenção e é isso que produz o efeito do fluxo contínuo do amor-bondade.

 

O Amor-Bondade Leva Tempo

A primeira vez que eu pratiquei o amor-bondade foi sem um professor. Primeiro nós abrimos um centro e uma parte de nós decidiu fazer um retiro ali por um mês, mas nunca tínhamos feito a prática de amor-bondade antes, apesar de eu já ter ouvido falar sobre o assunto. Eu pensei que seria uma oportunidade perfeita para isso.

Eu sentei na minha sala sabendo que isso era feito em estágios sucessivos e comecei dedicando uma semana para enviar amor-bondade para mim mesma. O dia todo, eu passeava pelo prédio – sentada na minha sala, sentando no hall – falando a frase completa, que eu seja feliz, que eu tenha paz, que eu seja liberta, e eu não sentia absolutamente nada.

No final da semana, algo aconteceu com uma pessoa da comunidade e alguns de nós, bem inesperadamente, tivemos que sair do retiro. Depois disso eu me senti duplamente mal – não apenas nada aconteceu, mas eu nem sequer consegui superar o estágio inicial dedicado a mim mesma, o que foi mais do que egoísta.

Eu estava correndo as escadas na pressa de ir embora. Eu estava em um dos banheiros e eu derrubei algum objeto como um vaso, que quebrou em mil pedaços. O primeiro pensamento que me passou pela cabeça foi: “Você é realmente muito desajeitada, mas eu te amo.” Então eu pensei “Nossa, olha só isso!” Todas aquelas horas, todas aquelas frases nas quais eu repetia simplesmente seca e mecanicamente e sentia que nada estava acontecendo. Estava acontecendo. Só levou um bom tempo para eu sentir isso florescer e foi tão espontâneo que foi maravilhoso. Então: Sem sofrimento, sem tentar fazer algo acontecer. Deixe que aconteça. Vai acontecer.

Nosso trabalho consiste basicamente em  falar essas frases, repeti-las sabendo o que elas significam mas sem tentar fabricar um sentimento, sem revesti-las de nada, de stress. Deixe que sua mente repouse nas frases, e deixe que as frases sejam significativas para você.

Agora, eu gostaria de falar sobre enviar amor-bondade para uma pessoa neutra e também um pouco sobre enviar amor-bondade para quem temos dificuldade enquanto mandamos amor-bondade para a pessoa neutra.

 

Enviando Amor-Bondade Para Pessoas Neutras

O primeiro passo, é claro, é encontrar e lembrar de alguém – às vezes isso é bem interessante. Eu sinto que, muitas vezes, assim que nós conhecemos alguém ou sequer pensamos sobre alguém, sem nem mesmo conhecê-la, nós já temos um julgamento sobre ela: eu gosto dela ou eu não gosto dela.

Se você conseguir encontrar uma pessoa neutra, às vezes há uma plenitude em enviar amor-bondade para ela, porque não há uma história por trás dela.

Veja se você consegue compreender que essa pessoa quer ser feliz assim como cada um de nós quer ser feliz e abra, extenda a força do amor-bondade em direção a ela.

 

Enviando Amor-Bondade Para Pessoas Difíceis

Depois de fazer isso por um tempo, prossiga para, apenas brevemente, envar amor-bondade para alguém com quem temos dificuldade. Este é um lugar muito interessante porque é muito difícil. É um lugar muito poderoso porque essa pessoa, de certa forma, simboliza a diferença entre amor, que é condicional, e amor-bondade, que sendo incondicional vai além da busca pelo que nós desejamos, ter afeto retribuído, que as pessoas nos tratem bem. É essa pessoa que define a linha entre o que é finito e o que é infinito. E não é fácil. Muita vezes, pensar nessa pessoa faz com que você experiencie sentimentos de inimizade, raiva, medo ou outras coisas. Como sugestão, quando começamos essa parte da prática, no espírito de fazê-la da forma mais fácil possível, é provavelmente melhor começar com alguém com a qual você sente um pouco de irritação do que a pessoa que mais te machucou na vida.

E aos poucos comece a abrir em níveis de dificuldade. Às vezes, ao enviar amor-bondade para pessoas difíceis, nós sentimos todos esses sentimentos, como raiva. Se possível, veja se você consegue deixa-los ir. Retorne à recitação das frases. Se for forte demais, então pause o amor-bondade. Preste atenção no sentimento até que ele comece a desaparecer um pouco, sempre com o sentido de compaixão para consigo mesmo: Você não precisa julgar. Depois, quando você voltar ao amor-bondade novamente, tente com alguma pessoa mais fácil.

 

Prática Guiada de Amor-Bondade

Para começar, sente-se em uma posição confortável. Vamos começar nos sentando confortavelmente, fechando os olhos.

Encontre frases que você gostaria de usar para desejar boas coisas. Respirando fundo, relaxando o corpo, encontrando as frases que refletem o que você deseja mais profundamente a si mesmo. Com calma, repita as frases.

Pense em alguém que foi bondoso com você. Se você tiver alguém em mente que te fez bem ou te ajudou de alguma forma, por quem você sente respeito ou gratidão, pense na imagem dela, ou diga seu nome na sua mente. Direcione a força do amor-bondade para ela, desejando segurança, felicidade e paz. Com muita calma, uma frase de cada vez, deixe a mente descansar na frase.

E se um bom amigo vier à mente, alguém com quem você tem consideração, que há carinho mútuo, sinta essa pessoa, direcione as frases para ela, desejando-a paz e bem-estar.

Pense em um pessoa neutra. Idealmente, seria uma pessoa que você terá mais oportuniades de conviver, de observar como o sentimento de amor-bondade se desenvolve ao longo do tempo. Se não conseguir pensar em ninguém assim, pense em qualquer uma que você não tem um sentimento significante de gostar ou não gostar. Veja se você consegue trazer essa pessoa à sua mente. Extenda o sentimento de amor-bondade para ela – assim como nós queremos ser felizes, essa pessoa também quer ser feliz. Se não conseguir trazer ninguém a mente nessa categoria, então pense em um amigo.

Se você sentir que consegue, pense em alguém com quem você teve dificuldades. Se tiver alguém com quem você teve dificuldades, mesmo que não seja uma dificuldade extrema nesse ponto – alguém com quem há conflito, tensão. Há desconforto, há desgosto. Lembre-se que essa pessoa, também, quer apenas ser feliz – que, por ignorância, todos nós cometemos erros que criam dano ou sofrimento, e que causar sofrimento inevitavelmente vai trazer sofrimento àquela pessoa de volta. Veja se você consegue extender a força do amor-bondade para ela. Enviar amor-bondade não significa que nós aprovamos ou condenamos  as ações dela, significa que nós conseguimos enxergar claramente ações que são ignorantes ou incorretas e ainda assim não perdermos nosso compromisso com a bondade.

Com a pessoa difícil em mente, repita as frases para ela. Se você conseguir encontrar sequer uma coisa boa sobre ela, no meio de tudo, se você focar nessa coisa boa, apenas reflita nisso por um momento, você vai sentir um sentimento de proximidade se abrindo, e todo o resto pode ser visto sob essa perspectiva.

Se você não conseguir pensar em nenhuma coisa boa sobre essa pessoa, você pode refletir sobre o desejo que ela tem de ser feliz.

Expanda sua consciência para todos os seres, de todo o mundo, sem distinção, sem exclusão. Que todos os seres estejam livres do perigo, que eles tenham felicidade mental, que eles tenham felicidade física, que eles tenham bem-estar com facilidade.

Todos os seres vivos: que eles estejam livres do perigo, que eles tenham felicidade mental, que eles tenham felicidade física, que eles tenham bem-estar com facilidade.

Todas as creaturas, conhecidas ou desconhecidas, perto ou longe, algumas que gostamos, outras que não gostamos, outras que são indiferents.

Todos indivíduos… felizes, em sofrimento, causando sofrimento. Ainda, eles desejam ter felicidade, liberdade. E que assim seja. E todos que existem. Todos os seres, todos lugares, que eles sejam capazes de experimentar os frutos daquilo que é simplesmente o que desejamos para nós mesmos.

 

Adaptado de uma palestra de Sharon Salzberg na Insight Meditation Society. Publicado originalmente em inglês em Mindful.org e traduzido por Carlos Eduardo Dall’Acqua. 

Você encontra práticas guiadas como as descritas acima no aplicativo Lojong no módulo de “Equilíbrio Afetivo” do “Programa CEB”, na etapa 7 do “Caminho” e na listagem de “Mais meditações” sob o título de “Bondade Amorosa”. O termo em inglês “loving-kindness” pode ser traduzido para o português como “bondade amorosa” ou “amor-bondade”. 

Escrito por
Sharon Salzberg

Sharon Salzberg é co-fundadora da Insight Meditation Society (IMS), em Barre, Massachusetts. Ela estuda a meditação desde 1971, orientando retiros em todo o mundo desde 1974.

Ocultar Comentários