Artigo - Compaixão, EQUILÍBRIO EMOCIONAL, MOTIVAÇÃO, QUOTIDIANO, SOCIEDADE,

4 estratégias para a paternidade e a maternidade conscientes

Dicas para manter a sua sanidade e aproveitar o seu tempo como um pai e mãe conscientes.

2
Shares
Birds-740x357px

Todo pai e mãe sabem que ter filhos é um campo repleto de emoções. Frustração, raiva, tédio, alegria, amor ou medo – nomeie uma emoção e provavelmente está lá no passeio selvagem dos pais. Mas isso também pode ser sentido como o ponto de inflexão na loucura. Quando ser pai e mãe torna-se difícil é importante ver que esses desafios podem ser transformados em oportunidades para trabalhar com sua reatividade interna. À medida que o seu filho (ou você) começa a escorregar para o quinto problema do dia, ou quando você observa a sua mente verificando a leitura do mesmo livro pela milionésima vez, a atenção plena pode ajudá-lo a voltar-se para um sentido mais amplo e vital do presente. Nesta entrevista do 10% Happier, o professor de atenção plena Alexis Santos oferece quatro dicas para cultivar uma prática de paternidade e maternidade conscientes.

Respire interesse em sua rotina

Nossa atenção é habitualmente atraída por “momentos de pico”, momentos que parecem agradáveis, divertidos ou excitantes. Você certamente ficará no momento assim que seu filho cair e esgueirar o joelho, mas o que acontece com as coisas que são menos atraentes e mais rotineiras? Nos casos em que você quer se afastar, leve a atenção para a respiração. A respiração é um companheiro confiável e também é sempre fresco. Quando você usa a atenção para experimentar cada respiração como um evento único e interessante, você pode amadurecer momentos aparentemente repetitivos de paternidade e maternidade naqueles que trazem a sua atenção completamente de volta para as interações do presente momento que você está tendo com seus filhos.

Esteja entediado

Quando a prática de respiração não é fascinante e você se encontra 100% entediado, simplesmente se comprometa com a experiência de ficar entediado. O tédio pode ser uma exploração fascinante quando você está disposto a sentir isso. Como a textura do tédio se sente? Onde ele surge em seu corpo? Usar o tédio como uma exploração da experiência atual pode adicionar mais entusiasmo a esses momentos, ao mesmo tempo que fortalece sua prática de atenção plena. Momentos mundanos podem ser momentos úteis para dar um passo atrás e encontrar uma sensação de facilidade, independentemente das circunstâncias monótonas.

Sinta quando você perde a sua calma

Se você se encontra à beira da raiva improdutiva, você não é um pai ou mãe ruim por perder a sua paciência. Este é um momento perfeito para verificar a sua experiência interna e não atuar. Não se perca no drama à sua frente – em vez disso, pause e sinta as reações do seu corpo. Mesmo que a pausa tenha apenas um milésimo de segundo, dar-se esse espaço é uma chance de ver a emoção borbulhar e trabalhar com ela com mais consciência. Ver e sentir a emoção ajuda a evitar a escalação da situação e isso irá ajudá-lo a ficar sereno em tempos difíceis.

Relaxe na imperfeição

A maioria das pessoas sente que sua esfera de responsabilidade cresceu exponencialmente ao se tornar pai ou mãe. Você é a linha de vida para a saúde e o bem-estar do seu filho. Se certificar de que eles estão a salvo, seguros e amados é absolutamente primordial, também é importante conhecer seus limites. Em última análise, há muitas coisas que você não poderá controlar, não importa o quanto você tente. É importante lembrar que a vida nem sempre é previsível. As placas irão quebrar, as lágrimas serão derramadas, e as dificuldades inevitavelmente ocorrerão – esta é a realidade de ser pai e mãe e estar vivo. Nessas situações, não exagere sua responsabilidade. Quando apropriado, pratique o deixar ir e relaxe na imperfeição. Você pode encontrar satisfação e até mesmo gratidão nesses momentos se você se entregar uma pausa para abraçar a vida à medida que ela se desenrola.

Texto publicado originalmente em Mindful e traduzido por Daniele Vargas.

Comentários no Facebook